Pergunte ao Rabino

20140723-224737-82057985.jpg

Escreva a sua pergunta no quadro abaixo e especifique se você quer que o seu nome apareça na resposta ou não . As respostas aparecerão nesta pagina e também você a receberá por e-mail

______________________________________________________ Lubavitch

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
1) Por que um professor de Cabalá tem que ser judeu ortodoxo?

2) Holocausto: O senhor pode me tirar uma dúvida? Com relação ao genocídio nazista, porque os judeus da Europa não tiveram a mesma sorte do povo hebreu que foi liberto da escravidão de Faraó? Porque o verme nazista matou nosso povo dessa maneira? Ele poeria ter recebido uma doença horrivel como a praga dos furúnculos.

3) O inferno existe mesmo ?

4) Shalom, tenho um pouco de conhecimento sobre a luz da Torá, da Bíblia e dos profetas, mas tenho um pergunta a fazer para o povo escolhido do Eterno e quero ser respondido: Vejo no meu dia a dia muitas pessoas trabalhando, estudando, tendo o seu carro, casando e tendo seus filhos, bom, a minha pergunta é: eu nunca estudei na Torá, ou na Bíblia como será feita Justiça para os demais que não tiveram a chance e oportunidades como os outros, como por exemplo, conheço muitas pessoas que são deficientes mentais, mendigos, com doenças sérias que as impedem de se ter uma vida normal, por favor como vocês sobre a luz das escrituras veem a Justiça que há de vir?

5) Pergunta: Quão grave é falhar em alguns aspectos do Kashrut? Se um Judeu embora não seja Ortodoxo, vai à Sinagoga, segue a Lei mas falha em alguma destas orientações, no quê isso acarreta?

6) Judaísmo e cristianismo

7) Peço que Vossa Reverendíssima me oriente com relação a esse assunto: Recitar o Shemá Israel pode trazer a realização de benefícios que queremos conquistar ? Pois em meu caso desejo me livrar do vicio da masturbação, então desse modo seria mais ideal fazer o Shemá Israel ou fazer um Salmo específico para esse fim ?

8) Não se deve acender luz e ligar eletrônicos no shabat. Pergunta: A noite do shabat a casa ficará no escuro somente com a luz das velas do shabat?

9) Por que Rav. Akiva acreditou que o Bar Kochva era o Mashiach?

10) Posso fazer uma pergunta ? Uma pergunta que nunca tive coragem de fazer para nenhum Rabino. O Rebe de Lubavitch é o Mashiach esperado pelos judeus?

11) O que fazer quando o dente de uma criança cai, existe uma bracha?

12) Por que nos balançamos quando rezamos?

13) Idolatria, feitiçaria e astrologia

14) Será que o certificado Kosher se refere à tudo o que está escrito no rótulo do produto ou somente ao fato de ele ser Kosher?

15) Existe alguma diferença entre um judeu africano , um judeu europeu , ou alguém que fez uma conversão Kasher ao judaísmo?

16) Pelo judaísmo: Existe vida após a morte? Existe céu? Existe inferno? O judaísmo acredita em reencarnação? Os mortos ressussitam ?

17) O que vocês chamam de TORÁ é o antigo testamento?

18) Por que os judeus não aceitam… Como messias?

19) Para Leilui Nishmat se coloca o nome da mãe ou do pai do falecido, no cazo de azhkenazi. Col Tuv, rabino!

20) Nas grandes festas, este ano minha irmã não pode ficar de Rosh Hashaná até Yom kipur, por motivo de doença na família. A duvida é qual das duas festas seria mais importante estar no shil?

21) Carissimo Rabino Gloiber, posso fazer tehilin a noite para os soldados do IDF ?!

22) Eu estava relendo as leis de Shabat e acabei tendo mais algumas dúvidas. Não se pode tomar remédios em Shabat a não ser por motivo de doença, certo? O que é definido como doença? E se eles estiverem numa cartela eu posso tirá-los de lá ou isso seria considerado cortar?

23) Escrever no Shabat, Na proibição de escrever, está dito que não se pode fazer contas matemáticas, mas eu posso se for sem escrever ou melhor não?

24) Está no item 38 – a proibição de terminar a manufatura de qualquer objeto e nos exemplos é citado que não pode nadar Shabat, porque?

25) A alegria pode ser comparada a uma teshuva, ou é só um estado emocional?

26) Não se deve acender luz e ligar eletrônicos durante o shabat. Pergunta: Na noite do shabat a casa ficará no escuro somente com a luz das velas do shabat?

27) Na minha leitura do Tânia, tenho uma dúvida sobre a alma do beinoni… O Tsadik, é certo, terá a ressurreição do corpo…. e o beinoni ja que tem níveis de beinoni, qual deles terá a ressurreição?

28) Prezado Rav, Se no Éden não existia yetser Hará, como foi que Eva se deixou agir de modo diferente ao qual D -us os orientou??? Se não existia, então isso se constitui ou não a uma “desobediência”?! Toda Rabah Rav. Que essa mensagem te encontre com muita saúde e paz!

29) Na Torá na porção de Balac na passagem que a jumenta fala a Balaão, quando esse a repreende… que ela está com ele (desde de quando ele existe); ela se referia a literalmente que estavam juntos desde de que ele nasceu?! Ou tem outra mensagem por trás dessa fala da jumenta? Todá Rabah Rav. Shavua Tov.

30) Hoje minha pergunta é a respeito da Alma! Pergunta: Todas as almas têm, terão tratamentos iguais após a morte do corpo, já que o Tânia nos ensina claramente a respeito das diferenças da Alma de um Judeu e um não Judeu?

31-Pergunta

Nunca tive coragem de perguntar isso a um rabino, por questões óbvias. Sou mulher e moro com outra. Porém ninguém na sinagoga sabe, não exponho isso por medo de afastamento. Não tenho problema algum em esconder, sou feminina e tziniut, minha companheira também. Alguns acham que ela é minha irmã, então não sabem sobre nós. Outro motivo pelo qual não exponho nossa relação, e este na verdade é o maior motivo, é não profanar o nome do Eterno e a torá, até porque vivo o judaísmo

Resposta:

Hoje é a noite de Hoshana Rabá
Abri o e-mail somente para ver se a minha querida filha que mora em Israel me escreveu e vi o seu e-mail no lugar do dela. Como tudo é Providência Divina, imaginei que se a minha filha, uma pessoa tão importante para mim, tivesse me escrito esse e-mail nesse dia tão importante , o que eu responderia para ela?

Eu diria: Minha filha, nós somos judeus e por motivos religiosos temos que nos comportar de acordo com a Torá e não de acordo com o comportamento de outras pessoas sendo elas judias ou não.

A Torá nos proíbe esse tipo de relação entre mulheres usando a linguagem discreta de “maasé Mitzraiim” sendo que isso pela Torá não é uma relação sexual e não entraria na lista das relações proibidas mas sim um comportamento proibido

A atração que você sente pelas mulheres você vai continuar sentindo a vida inteira, mas você não deve alimentá-la com as fantasias do pensamento, quanto menos pensar nisso mais essa atração vai enfraquecer

Case-se com um homem, talvez até alguém mais velho que tenha a maturidade para te entender e te ajudar , e monte a sua família de acordo com a nossa Torá verdadeira e não de acordo com o comportamento das pessoas que muitas vezes são comportamentos proibidos

Sempre conte com o nosso apoio nos momentos de crise e sempre lembre-se que essa é a nossa Torá e de acordo com ela somos julgados pelo tribunal Divino .

Seu pai que te ama muito e está sempre rezando por você

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷
Por que um professor de Cabalá tem que ser judeu ortodoxo?

Para a minha querida aluna Sarah

Pedi o seu e-mail para a sua mãe para te escrever sobre a diferença entre um professor casher e os “outros” . Sua mãe me mandou o seguinte e-mail: (sarah at hotmail,com)

Tentei mandar um email para você muitas vezes mas ele sempre chegava em um beco sem saída. Não subia para a rede e não voltava novamente para você. Simplesmente ele era como um pássaro morto que você joga para o alto para ele sair voando mas de novo ele cai morto no chão. Analisando mais profundamente vi que no lugar de um “ponto” havia uma vírgula (pode pedir para ela te mostrar) . Pensei comigo próprio:- como pode uma coisa tão pequena fazer não funcionar uma estrutura tão grande? Mas no fim aprendi uma coisa muito importante: se até a subida de um e-mail para a rede nesse nosso mundo material depende da diferença entre um pontinho e uma vírgula, quanto mais no mundo espiritual elevadíssimo que a subida para lá é muito maior do que a subida de um e-mail para um satélite.

A Cabalah é uma categoria da religião judaica, uma categoria difícil e complexa. De vez enquando aparece um professor de Cabalah sem kipá, sem Tzitzit, que não guarda Shabat, não come casher e não coloca Tefilin. E eu te pergunto:- Se até as coisas mais simples do judaísmo ele faz errado, você vai estudar com ele uma coisa tão complexa achando que isso ele faz certo? Muita ingenuidade ! Não podemos ser tão bobinhos assim , principalmente em uma coisa que você e seus pais não tem como verificar se ele falou certo ou não , sendo que poucas pessoas são adequadas para corrigir uma aula de Cabalah porque que quem corrige precisa saber melhor do que esse que escreveu , e por isso é muito fácil alguém se passar por Cabalista sendo que o que ele fala você não tem como confirmar se ele falou certo ou errou . Então essa é a regra: Se ele está acertando em outros assuntos judaicos que você pode conferir como: Shabat, Kashrut, Tefilin, Tzitzit , Taharat Hamishpaha e etc, então você concluiu que: sendo que essa pessoa já está cumprindo o básico e dizendo que ele sabe mais do que o básico , então dá para confiar, e mesmo assim confiar desconfiando sendo que você está ciente de que a coisa é complexa e difícil, mas se o próprio básico ele não cumpre, como alguém que não sabe as letras pode ser professor de literatura?
Então eu te aconselho sempre a procurar um professor que seja cumpridor de Torá e Mitzvot para qualquer matéria judaica, principalmente as mais complicadas.
Se você concordar eu gostaria de publicar essa resposta tirando do seu email os seus sobrenomes e deixando somente o nome Sarah.
Muito obrigado! Muito sucesso muita saúde muito dinheiro e felicidades judaicas de toda a família!

Rabino Gloiber

Your personal Rabbi

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Holocausto:

O senhor pode me tirar uma dúvida? Com relação ao genocídio nazista, porque os judeus da Europa não tiveram a mesma sorte do povo hebreu que foi liberto da escravidão de Faraó? Porque o verme nazista matou nosso povo dessa maneira? Ele poeria ter recebido uma doença horrivel como a praga dos furúnculos.

Gostaria de saber qual o seu ponto de vista sobre esse assunto.

Shavua Tov!!

Edna Winter (Rio de Janeiro)

:- Onde estava Hashem no holocausto?

4 holocaustos

Nosso povo em seus mais de 3300 anos de existência passou por quatro holocaustos. O primeiro foi na destruição do primeiro Beit Hamikdash quando Nebuzaradan, general da Babilônia matou mais de um milhão de judeus, o segundo foi na destruição do segundo Beit Hamikdash onde os romanos decretaram que quem não matar um judeu vai ser morto ,o terceiro foi nas cruzadas e terminou com a inquisição quando centenas de comunidades judaicas foram exterminadas e o quarto foi com o nazismo na Europa. O grande cabalista, o Ari Za”l explicou que quando o povo de Israel estava no Egito, as crianças que foram jogadas pelo faraó no rio Nilo eram a reencarnação e correção das almas da geração do diluvio. Ele também explicou que os judeus que morreram nas cruzadas e na inquisição eram a reencarnação das almas da época do primeiro Beit Hamikdash que por terem feito idolatria naquela época tinham que se reencarnar para fazer essa correção e dar a vida para não fazer idolatria. Comparando uma coisa à outra chegamos a conclusão que o único jeito de entender como um milhão de crianças judias com seus pais, mães e avós faleceram na Europa nazista é por meio do segredo cabalístico das reencarnações. Que tipo de “Tikun” (correção de Almas) foi esse só vamos saber quando Mashiach chegar, mas que tem a ver com as reencarnações anteriores isso já sabemos agora. Uma pessoa que é morto simplesmente por ser judeu se classifica no princípio judaico de Kidush Hashem e atinge os maiores níveis do paraíso possível e imaginável . Para se ter uma idéia, uma hora no baixo paraíso é como setenta anos dos maiores prazeres neste mundo. ,uma hora no alto paraíso é como setenta anos no baixo paraíso. O Rabino Yossef Caro que escreveu o Shulchan Aruch, o mais importante livro de Halachá (legislação judaica) , rezou toda a sua vida para D’eus pedindo para ter o mérito de morrer em Kidush Hashem e alcançar este mais alto nível de santidade possível e imaginável no judaísmo.

OBS- Da mesma maneira que os cristãos copiaram conceitos básicos judaicos e os deturparam assim também fizeram os muçulmanos. Com certeza o fanático muçulmano que se suicida na feira matando mulheres e crianças não se compara ao caso de um menino judeu que foi morto simplesmente por ser judeu.

Rabino Gloiber

☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️☠️

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Pergunta: o inferno existe mesmo ?

Os romanos antigos adquiriram a religião dos gregos e diz a Guemará que até a própria língua que eles falavam, o latin, não era a lingua original deles mas também pegaram de outro povo. O problema principal que eles tiveram com a mitologia era a falta de segurança do imperador e para isso o governo de Roma se interessou pela religião judaica na qual o imperador é nomeado por D’us. Sendo que esse era o interesse principal e não as práticas judaicas eles mantiveram os deuses e deusas e os conceitos mitológicos e adaptaram os conceitos Judaícos à mitologia , daí surge uma trindade, uma mãe de deus , o sábado vira domingo por causa do templo de Júpiter e etc. Em outras palavras, o cristianismo não é um derivado do Judaísmo mas sim da mitologia. Um exemplo disso é o fato de nas cruzadas e inquisição terem matado judeus por terem querido cumprir os dez mandamentos e se recusaram a se prostar na frente de estátuas . O inferno é uma dessas adaptações. No Judaísmo existe um sheol ou gehinom que é o lugar onde as almas são purificadas por meio de sofrimentos.das coisas ruins que fizeram nesse mundo Sendo que D’us é a essência do bem e a natureza de quem é bom é fazer o bem , a estadia nesse “inferno” tem um limite máximo de 12 meses e essa opção de purificação pode ser trocada por uma reencarnação para sofrer aqui neste mundo o mal que foi feito na reencarnação anterior. Esse “inferno” deixa de existir quando Mashiach chegar e o mal desaparece. Na mitologia o inferno é eterno e tem deus próprio, e sendo que os cristãos dizem que o Messias chegou e mesmo assim o inferno continua existindo eternamente essa é a maior prova de que esse conceito cristão tem como fonte a mitologia e não o Judaísmo. Para você ter uma ideia do que eu estou falando quando dizem que a origem do cristianismo foi em Israel onde a temperatura chega a 40 graus e se usava uma túnica até os cotovelos e até os joelhos sem roupas de baixo e você vê aquelas estátuas de mulheres com o braço de fora e de tecido grosso e dobrado você vê que a origem delas são deusas greco-romanas e estão longe de serem mulheres judias. O tribunal Divino que faz o nosso julgamento após a morte leva em conta a educação que recebemos e etc e somos julgados pelo mal que optamos em fazer mas não pelo que fomos educados erroneamente e achávamos que era certo. Quando D’us deu a Torá no monte Sinai todos os judeus estavam lá e também as almas de todos os judeus que iriam nascer e de todos os não judeus que iriam se converter ao judaísmo. Se D’us quisesse mudar alguma coisa teria que reunir todos de novo e não dar uma Torá para todos e depois falar para um grupo pequeno ou para uma pessoa que mudou de ideia. Um dos princípios da fé judaica é que a Torá não será mudada e não haverá outra Torá vinda de D’us . O que chamamos de Torá é a Torá escrita, 24 livros e a Torá oral que inclui a Torá oculta.

Então, não se preocupe com o inferno porque você para D’us é uma filha pequena e D’us sempre vai cuidar de você, e da mesma maneira que você não esquece a sua criança no supermercado quanto mais que D’us nunca esquece de você

Sua resposta vai ser publicada, se você permitir coloco o seu nome na pergunta

Rabino Gloiber

Your Personal Rabbi

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

Shalom, tenho um pouco de conhecimento sobre a luz da Torá, da Bíblia e dos profetas, mas tenho um pergunta a fazer para o povo escolhido do Eterno e quero ser respondido:
Vejo no meu dia a dia muitas pessoas trabalhando, estudando, tendo o seu carro, casando e tendo seus filhos, bom, a minha pergunta é: eu nunca estudei na Torá, ou na Bíblia como será feita Justiça para os demais que não tiveram a chance e oportunidades como os outros, como por exemplo, conheço muitas pessoas que são deficientes mentais, mendigos, com doenças sérias que as impedem de se ter uma vida normal, por favor como vocês sobre a luz das escrituras veem a Justiça que há de vir?

Re:- Cláudio, sua pergunta é muito importante.

No Judaísmo existe uma parte da Torá chamada Torá oculta que trata desses assuntos. Ela é principalmente representada pelo livro do Zohar e do Ari Zal. Nessa Torá oculta consta a resposta para toda essa categoria de perguntas que se referem às transmigrassões da Alma que é o segredo das reencarnações. Você é a sua alma e o corpo é um acessório, podemos nascer e falecer várias vezes. De uma maneira genérica de acordo com o nosso comportamento em uma reencarnação assim vai ser a nossa próxima reencarnação. O tribunal Divino fiscaliza cada sofrimento para que ninguém receba mais do que a honestidade desse tribunal determina. Está nas mãos da maioria de nós mudar o nosso comportamento fazendo com que nosso destino mude também. Às vezes essa pessoa já está em uma reta final para receber um enorme paraíso e sofre um pouco para retificar alguma reencarnação anterior. Na nossa secção “Mensagem dá Parashá” abordamos muitos temas desse assunto, vale a pena você ler.

Sempre rezando por você

Rabino Gloiber

🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑🐑

Pergunta: Quão grave é falhar em alguns aspectos do Kashrut? Se um Judeu embora não seja Ortodoxo , vai à Sinagoga, segue a Lei mas falha em alguma destas orientações , no quê isso acarreta?

Boa noite Alê
Somos um conjunto de uma Alma espiritual eterna dentro de um corpo material.Tudo nesse mundo tem corpo e Alma e quando comemos alguma coisa estamos unindo o lado espiritual disso com a nossa Alma. Quando um animal falece paira sobre o ele um espírito impuro e se comermos esse animal essa vitalidade impura vai nos puxar para baixo. Quando esse animal passa por um abate Kasher paira sobre ele uma vitalidade espiritual pura que temos a capacidade de elevar e por isso podemos comer o animal porque dessa maneira elevamos a vitalidade dele que ele não conseguiria fazer sozinho. Essa é a principal diferença entre uma comida Kasher e uma não Kasher, e isso acontece mesmo se a pessoa não está consciente do que está comendo.

🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Judaísmo e cristianismo:

Boa noite Edna
Se alguém é judeu ele não é cristão. Existe uma fé em Mashiach no judaísmo. Ele tem que ser um descendente do rei David, construir o Templo de Jerusalém (Beit Hamikdash) e trazer todos os judeus para Israel. O “JC” não está nessa classificação sendo que na época dele o Beit Hamikdash foi destruído, os judeus se espalharam pelo mundo, e, mesmo se ele fosse filho do José que não sabemos quem era , se o José fosse um descendente do rei David não adiantaria nada sendo que as outras duas condições são indispensáveis. Os cristãos também concordam que ele não era filho do José. O argumento “filho de “D’us ” é até pior para os cristãos sendo que D’us não é da tribo de Judá e nem da família do rei Davi. O conceito de o”Todo Poderoso” da mitologia foi aplicado pelos gregos em Israel quando fizeram o decreto de”toda a virgem que se casar tem que dormir com o governador antes de dormir com o marido.” Ela tinha que ser virgem e casada. Se eles conseguissem fazer isso esse governador era chamado de o “Todo poderoso”. Quando os romanos fundiram o judaísmo com a mitologia pegaram esse conceito da mitologia. A Maria tinha que ser virgem e casada mas tinha que fazer o filho não com o marido mas…. com o deus. Vimos essa estória com Zeus que teve Hércules dessa maneira. No judaísmo o adultério é proibido e D’eus não faria uma coisa que ele próprio pediu para não fazemos mas pelo judaísmo D’eus é o primeiro a cumprir o que ele pede para nós fazermos. em relação à novos testamentos e noivas alianças, D’eus nos deu a TORÁ no monte Sinai na frente de milhões de pessoas que éramos o povo de Israel que saiu do Egito. Por honestidade Divina, da mesma maneira que ele Êle é o primeiro a dar o exemplo e o primeiro a cumprir o que Êle nos pediu para cumprir como vimos acima no caso do adultério, desta mesma maneira Êle que nos pediu para ser honestos, Êle é o primeiro a cumprir essa honestidade e não ser desonesto dando a Torá na frente de milhões de pessoas e depois novos testamentos para uma pessoa ou um pequeno grupo, mas sim ele teria que reunir todo o povo de Israel novamente no monte Sinai e refazer a entrega da Torá. Por isso dizem nossos sábios que a nova TORÁ que vai ter na era messiânica é a revelação de coisas que já foram dadas no monte Sinai e estão ocultas na TORÁ hoje. Nossa instituição é educacional e evito nela diálogos inter-religiosos, mas sendo que Vi que você tem uma vontade honesta e sem segundas intenções de querer saber a diferença entre o judaísmo e as seitas cristãs tenho que te esclarecer essa regra básica. Você tem que estar consciente que nunca tivemos e nem vamos ter nada a ver com o cristianismo.

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Peço que Vossa Reverendíssima me oriente com relação a esse assunto: Recitar o Shemá Israel pode trazer a realização de benefícios que queremos conquistar ? Pois em meu caso desejo me livrar do vicio da masturbação, então desse modo seria mais ideal fazer o Shemá Israel ou fazer um Salmo específico para esse fim ? Agradeço sua pronta atenção . Não desejo ter email e nome divulgados..

Resposta: A Torá nos conta que dois filhos de Yehudá , Er e Onan morreram por terem “feito o mal aos olhos de D’us” . A Guemará explica que esse “mal” era que, por motivos de não querer engravidar a esposa eles terminavam a relação fora da mulher. Mesmo eles tendo que cumprir somente sete mandamentos dos bnei Noach a Torá diz que o que eles fizeram era “o mal” e que faleceram por causa disso.
O Zohar nos conta que quando uma pessoa causa isso intencionalmente está dando a luz à demônios. O Ari Zal diz que ele está trazendo almas e criando corpos de demônios. A Masturbação não está na lista de relações proibidas porque ela não é uma relação, mas o estrago que ela faz é ,em um certo aspecto, até pior. Tudo isso se refere à homens e não à mulheres. É permitido à mulher “chegar ao auge” nas preliminares mas ao homem só é permitido durante a relação.
A pessoa que está acostumada à isso deve parar imediatamente como no caso de alguém que está acostumado a assassinar, e não pouco a pouco como no caso de alguém que está acostumado a ficar bravo . A Guemará trás uma dica de auto ajuda para qualquer situação que envolva o ” yetzer hará” Essa dica é dividida três níveis: quando o Yetzer hará tenta seduzir a pessoa, a primeira dica é estudar Torá com muita alegria e entusiasmo. Se não for o suficiente a segunda dica é ler o Shemá com muita alegria e entusiasmo. Se não for o suficiente a pessoa deve se lembrar do dia da sua morte. Pergunta o Rav Moshe Weber no seu livro “Yarim Moshe”:- Se a lembrança do dia da morte é uma solução garantida, porque já não se usa ela desde o começo? E ele próprio da a resposta :- Sendo que essa solução, mesmo sendo garantida pode nos levar à tristeza e depressão, antes de usá-la temos que tentar todos os meios positivos possíveis e imagináveis! (O Rav Moshe Weber foi um grande Tzadik que viveu em Yerushalim e eu viajava para ele para fazer perguntas desde 1978)

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Não se deve acender luz e ligar eletrônicos no shabat. Pergunta: A noite do shabat a casa ficará no escuro somente com a luz das velas do shabat?

Sua pergunta é ótima!

Sendo que está escrito que o Shabat tem que ser um prazer, nossos Sábios decretaram a obrigação de deixar a comida pronta e quente e acender as velas de Shabat antes do por do sol da sexta feira sendo que está escrito explicitamente para não acender fogo durante o Shabat . A eletricidade foi classificada como fonte de fogo e por isso acendemos tudo o que precisa estar aceso no Shabat antes de acender as velas (não podemos apagar essas coisas durante o Shabat a não ser em caso de perigo de vida) . Ou seja, a luz da sala cozinha e banheiro e a chapa de Shabat que chamamos de plata devem ser acesas antes do Shabat. A plata é uma placa de alumínio que pode ser encomendada de acordo com a medida do seu fogão , você deve pedir para fazer uma dobradinha de um centímetro nas extremidades para ela não ficar cortante e deve ser dobrada uns 8 centímetros na frente para cobrir os botões do fogão. A plata pode ser encomendada em qualquer fabriquinha de calhas (peça um material grosso para não entortar com o fogo nas 25 horas que vai estar encima do fogo baixo) . Então acenda um fogo baixo , coloque a plata encima dele e as panelas com a comida pronta encima da plata. A quantidade de água dentro da panela deve ser planejada de acordo com o número de horas que ela vai ficar encima da plata. Uma janela deve estar um pouquinho aberta para entrar ar e todos os cuidados devem ser tomados para que o fogo não se apague sozinho no meio do Shabat e não haja vazamento de gás (não deixe panos ou plásticos perto dela para não pegar fogo). Centenas de milhares de judeus religiosos fazem assim no mundo inteiro e com o tempo você pega experiência. Se o seu gás é de botijão você pode comprar uma balança de banheiro e colocá-la fixamente enbaixo do botijão para calcular quando ele vai acabar para não acabar no meio do Shabat .

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Por que Rav. Akiva acreditou que o Bar Kochva era o Mashiach?(Rosiele Bolcont – Campinas)

Resposta – O Rei David não pôde construir o Beit Hamikdash porque teve que guerrear para salvar nosso povo das garras dos inimigos. Mesmo que aquelas guerras foram uma grande Mitzvá (Mandamento Divino) , mesmo assim ele não pôde construir o Beit Hamikdash (Templo Sagrado de Jerusalém) . Seu filho o Rei Salomão que nunca participou de uma guerra recebeu a ordem Divina de construir o Beit Hamikdash.

Quando falamos sobre Mashiach vemos a alusão à uma guerra chamada Gog Umagog .Se o Mashiach participar da guerra ele não poderá construir o Beit Hamikdash, por isso existe uma referência à um “pré Mashiach” chamado Mashiach Ben Yossef” que faz as guerras e falece depois de vencê-las . Sendo que a regra é que uma profecia negativa não é obrigada a acontecer o Mashiach Ben Yossef não é obrigado a existir. Rabi Akiva achou que Bar Coziva poderia ser esse Mashiach Ben Yossef sendo que ele começou a fazer as guerras. Sendo que ele perdeu as guerras, Rabi Akiva viu que ele não era o Mashiach Ben Yossef. O Rei da Judéia Hizkiahu venceu o Rei da Assíria Sanherib sem sair da cama. O Anjo Gabriel se revelou para o exército dos Assírios e todos faleceram com exceção de cinco. A Gmará diz que dessa maneira Hizkiahu que era um descendente do rei David poderia ser diretamente o Mashiach Ben David e Sanherib Gog e Magog caso tivessem tido o mérito da Gueulá acontecer na época dele. Nesse caso não teria havido a necessidade de um Mashiach Ben Yossef.
Rabino Gloiber

Sempre correndo

Mas sempre com você

🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Posso fazer uma pergunta ? Uma pergunta que nunca tive coragem de fazer para nenhum Rabino. O Rebe de Lubavitch é o Mashiach esperado pelos judeus? Leandro (Manaus -AM)

Re- Um dos 13 princípios da fé judaica é que Mashiach vai chegar. Esse princípio consiste em que no fim do “Galut” (exílio) um descendente direto do rei David que se iguala ao rei David no estudo da Torá e no cumprimento das Mitzvot constrói o Beit Hamikdash (Templo Sagrado de Jerusalém) no lugar sagrado chamado o “Monte do Templo” onde hoje se encontra o Kotel, vence as guerras contra os povos do mundo que se opõem à Gueulá e traz todos os judeus de volta para Israel. Fazendo isso ele se torna o Mashiach que em hebraico quer dizer simplesmente o “rei ungido” sendo que ele é um descendente direto do rei David o qual foi ungido rei de Israel pelo profeta Shmuel e portanto não precisa de uma segunda unção para ser o rei de Israel. Daqui aprendemos que a solução para o fim do problema do exílio judaico não é um presidente eleito mas sim o Mashiach. Na época da Guemará os alunos dos grandes Sábios que estavam dentro desse critério, ou seja, eram descendentes do rei David e eram grandes como ele no estudo da Torá e no cumprimento das Mitzvot, diziam que o Rebe (mestre em hebraico) deles era o Mashiach, como vemos na Guemará em Sanhedrin. Com isso queriam dizer que caso acontecesse a Gueulá naquela época, o candidato mais adequado para ser o Mashiach seria aquele sábio. Na nossa geração o Rebe de Lubavitch foi apontado como candidato dentro desses critérios dos antigos sábios da Guemará. Quando acontecer a Gueulá, o Beit Hamikdash for reconstruido em Jerusalém e as guerras vencidas, o candidato a Mashiach se torna o Mashiach na prática. Antes disso, os alunos do Rabi Hanina na Guemará ou os alunos do Rabi Inon puderam dizer que o Rebe deles era o Mashiach (dentro dessa intenção) e isso não consistiu em um problema de Halachá. O mesmo se aplica hoje à quem aponta o Rebe de Lubavitch como candidato a Mashiach da nossa geração. A Guemará em Sanhedrin também diz que o fato de o Mashiach ser dos vivos ou dos mortos não é relevante nesse caso contanto que ele venha construir o Beit Hamikdash, vença as guerras e traga o nosso povo de volta para a terra prometida passando depois junto com todo o povo de Israel para a etapa em que a vida será eterna. Os romanos antigos copiaram também esse aspecto da região judaica e aplicaram ele inadequadamente à alguém que não era um descendente do rei David, não cumpriu a Torá e as Mitzvot como o rei David, e que na época dele o Beit Hamikdash foi destruído, as guerras perdidas e o povo se espalhou para fora de Israel, não tendo qualquer relação ou comparação com o princípio judaico da vinda do Mashiach e com o fato de os alunos dos Sábios de Israel dizerem que o Rebe deles era o Mashiach. Em resumo, dizer que o Rebe é Mashiach não é contra a Halachá sendo que a intenção é de apontá-lo como candidato aos grandes milagres da Gueulá que estão para acontecer.
Rabino Gloiber
Sempre correndo
Mas sempre com você

🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
O que fazer quando o dente de uma criança cai, existe uma bracha?

Resposta:- Dentes que caíram não precisam ser enterrados no cemitério como ossos humanos , mas podem ser jogados no lixo como cabelos cortados e unhas cortadas. Uma pessoa que pede para a criança colocar o dente embaixo do travesseiro e diz que uma fadinha vai colocar lá um presente está enganando a criança , o que no judaísmo não é bem visto. (Pode falar para a criança colocar o dente embaixo do travesseiro e de manhã ver que…não existem fadas na nossa cultura ! ) Sendo que o dente não é o osso humano que fica impuro mas é comparado ao cabelo não tem problema em fazer uma joia com ele, mas não é uma tradição judaica. (Você perguntou também sobre Brachá, a Brachá se faz como agradecimento por uma coisa boa e nesse caso é uma perda, não se faz Brachá.)

🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Por que nos balançamos quando rezamos?

Como muitos costumes judaicos, as origens do shocklen – uma palavra iídiche que significa agitar (Schukein em alemão) – estão envoltas em mistério.
Podemos dizer quando foi feito e onde, mas não o porquê.. Isto é porque muitos costumes foram instituídos pelo povo judeu como uma expressão espontânea de seu judaísmo; as explicações vieram mais tarde

Shucklen não é explicitamente mencionado no Talmud
Curiosamente, é mencionado pela primeira vez em uma série de fontes islâmicas. Mohammed é suposto ter dito: “Não sejais como os judeus que sempre que lêem a Torá se movem publicamente para lá e para cá”. Seu contemporâneo, o poeta Labid (d. 660), escreve de uma pessoa que tateia para um objeto, movendo a mão para frente e para trás
“como um judeu rezando””

Fontes judaicas também mencionar shucklen no contexto do estudo da Torá e da oração. O rabino Samuel Hanaggid de Granada (. D 1056) é o primeiro a mencionar o “balançando” durante o estudo da Torá em um de seus poemas
“E nós viemos com raiva para a Casa de Deus
e gostaria que tivéssemos tomado um rumo errado
porque eis que o rabino e os alunos estavam balançando
suas cabeças como uma tamareira no deserto”

Várias razões foram dadas para essa prática ao longo dos tempos

Rabi Yehudah Halevi de Espanha (d. 1141) dá duas explicações em seu livro, “O Kuzari”, um diálogo entre o rei dos khazares e um rabino. O rei pergunta por que os judeus se movem para frente e para trás quando lêem a Bíblia. As respostas do rabino foram :
Diz-se que isto é feito a fim de despertar o calor natural (sentimento, entusiasmo) . Minha opinião pessoal [é a seguinte:] … Como aconteceu muitas vezes que muitas pessoas liam ao mesmo tempo (por falta de livros) , era possível que dez ou mais pessoas liam a partir de um mesmo livro. Cada um deles foi obrigado a curvar-se, por sua vez, a fim de ler uma passagem e voltar novamente à posição inicial. Isto resultou em uma flexão contínua . Esta foi uma das razões. Em seguida, ele se tornou um hábito através do exemplo constante, observar e imitar está na natureza do homem.

Rabino Simhah de Vitry (França, d. 1105) dá uma terceira explicação. Ele diz que as crianças são ensinadas a balançar quando estudam a Torá, “porque assim encontramos na entrega da Torá ‘E o povo viu e eles tremeram” (Êxodo 20:15)

Zohar, um dos maiores clássicos da Kabalah pergunta
Por que todos os povos do mundo não balançam, mas só nós judeus , quando estudam Torá? E a resposta que o Zohar dá é ; “As almas de Israel são derivados do Luz Sagrada [de Deus] (Alusão cabalística para a Revelação Divina que é chamada de Luz Infinita” … quando um judeu profere uma palavra de Torá, a luz [em sua alma] acessa … e ele oscila para lá e para cá como a chama de uma vela

Por outro lado, houve um costume comum de balançando durante a oração. Este costume foi explicado em pelo menos três formas diferentes

Rabbi Abraham de Lunel (. Toledo, d 1215) e muitos outros citaram um Midrash desconhecido:

Que diz que uma pessoa é obrigada a oscilar durante a oração, como está escrito: “todos os meus ossos deve proclamar: Ó Deus, que é como você” (Salmos 35:10) … E este é o costume dos rabinos da França e seus piedosos

O Livro “Tzavaat Haribash” que publica mensagens do Rabi Israel Baal Shem Tov , dá uma explicação diferente para shucklen

Quando uma pessoa está se afogando em um rio e ele faz movimentos, a fim de livrar-se da água, quem o vê, sem dúvida que ninguém irá rir dele e dos seus movimentos. Assim, quando uma pessoa reza e faz movimentos, não se deve rir dele porque ele está salvando-se das “águas malditas” que assim são chamados os maus pensamentos que vêm para distraí-lo durante a oração

Em outras palavras, shucklen ajuda a concentrar-se nas orações e dizer-lhes com kavanah [intenção adequada]

Em conclusão, os judeus têm se balançado durante as rezas e estudos pelo menos 1.400 anos. Enquanto a razão original não é conhecida, a maioria dos judeus parecem sentir que isso ajuda a se concentrar durante a oração e estudo. Por outro lado, não há dúvida que não há nenhuma obrigação de se balançar

🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Idolatria , feitiçaria e astrologia

Existem três coisas no judaísmo que é preferível morrer do que fazer , que são : Idolatria, assassinato e relações proibidas.
Invocar os mortos é proibido pela Torá mas não entra nessa classificação de “morrer mas não fazer” no caso de essa invocação aos mortos não envolver idolatria. Por isso vemos na Torá que o rei Shaul ( quando estava sofrendo de uma grande depressão e desespero, cercado por cinco exércitos filisteus ) por desespero e problemas de de transtorno pessoal procurou uma “Baalat Ov” , tipo de feitiço da época que chamava uma alma do paraíso dando a impressão que chegou a hora da ressurreição dos mortos. Ele pediu para chamar a alma do profeta Shmuel que achou que esse chamado era para a ressurreição dos mortos. A Diferença entre feitiço e idolatria é essa. As duas são proibidas mas a gravidade da proibição é diferente. Tudo que tem a ver com baixar almas e etc quando não envolve idolatria é classificado pela Torá na categoria de feitiço. A astrologia quando não está misturada com a idolatria é uma ciência que estuda tendências. Podemos mudar essa situação por meio das nossas boas ações, mas se pessoa acreditar que alguma coisa na vida dele vai dar errado essa fé enfraquece o “Mazal” (DNA espiritual) dele lá em cima e isso próprio já pode causar que a coisa dê errado mesmo que o astrólogo errou no diagnóstico e deveria dar certo. Por isso nossos sábios pediram para darmos ênfases à fé e às boas ações porque mesmo se alguma coisa errada pudesse acontecer por causa do nosso mapa astral mudamos isso para o bem dessa forma.

🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Será que o certificado Kosher se refere à tudo o que está escrito no rótulo do produto ou somente ao fato de ele ser Kosher?

Fui perguntado pelo meu grande amigo Alessandro Valverde Moreira que trabalha em controle de qualidade e ficou indignado quando viu que certos azeites que continham no rótulo as palavras “Extra virgem ” e também certificado Kosher eram Kosher mas não eram extra virgem .
Essa pergunta é muito importante e temos que divulgar. Pessoas que tem alergias e procuram um produto sem glúten e etc , não podem se relacionar ao certificado Kosher como sendo um certificado de que tudo o que o fabricante anuncia no rótulo é verdadeiro. O certificado Kosher só atesta que o conteúdo do produto é Kosher de acordo com os critérios do rabinato que carimba ou assina esse certificado. O fato de o fabricante escrever no rótulo que esse azeite é extra virgem ou que o suco de uva é 100% natural não quer dizer que o rabinato atesta que o azeite é extra virgem, mas sim que ele é Casher. O certificado Kosher atesta que o produto contem ingredientes Casher e que foi feito com equipamento adequado para que os ingredientes não deixassem de ser Casher na linha de produção. Podem estar com uma data de fabricação que cai no Shabat , feito por uma fábrica de não judeus e estarem à venda em um supermercado não judeu, mas continuam sendo Kosher porque tanto nos ingredientes como na linha de produção não havia nada que os tirasse dessa categoria.
Conclusão: o certificado Kosher atesta somente o fato de o produto ser Casher, mas tudo que está escrito no rótulo está na responsabilidade dos fabricantes e dos órgãos de fiscalização do governo.

🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸

Muita gente está fazendo essa mesma pergunta , e lá vai mais uma resposta para copiar e colar.
– Existe alguma diferença entre um judeu africano , um judeu europeu , ou alguém que fez uma conversão Kasher ao judaísmo?

Em resposta a sua pergunta sobre qual seria a opinião da TORÁ sobre os protestos dos judeus etíopes em Tel – Aviv

A diferença entre o judaísmo e o que não é judaísmo , é que , quando uma pessoa se converte ao judaísmo ele se torna parte do povo judeu. Ele deixa de ser um etíope e se torna um judeu de raça , um judeu de etnia judaica. Por isso esperamos a Gueulá , quando Mashiach vai chegar e não vão haver diferenças por motivos raciais causadas pela falta de informação. No futuro toda a terra se preencherá do conhecimento Divino.
Não podemos deixar que nada nos faça mudar de canal de alegria para tristeza, portanto vamos continuar alegres e confiar em D’eus que Mashiach vai chegar e não vão mais haver protestos , porque não existirão mais motivos para protestar.

No passado havia uma comunidade judaica na Etiópia , mas não se sabe se os judeus etiopes de hoje são realmente descendentes deles, por isso quando cheguei em Israel em1978 me lembro que o rabinato de Israel aconselhou a comunidade judaica etíope a se converter ao judaísmo pelo rabinato de Israel para sair dessa dúvida. Quem se converteu com certeza é judeu, e essa conversão pelo rabinato de Israel o torna um judeu de raça e etnia judaica

🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱🌱

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Dedico este nosso estudo de hoje à nossa aluna Roseli Biadolla que hoje perfaz um ano do falecimento de sua mãe.

Muitas vezes nos perguntam:- pelo judaísmo
Existe vida após a morte?
Existe céu?
Existe inferno?
O judaísmo acredita em reencarnação?
Os mortos ressussitam ?

E escrevo aqui em resumo as respostas para todas essas perguntas.

Quando um ente querido falece costumamos rasgar a roupa demostrando dessa maneira que o corpo é uma simples vestimenta da alma. Não morremos mas simplesmente trocamos de roupa.
Nós somos a Alma, uma Alma linda. Para interagir neste mundo nos revestimos em um corpo. Com o passar da nossa estadia neste mundo nossa alma fica casa vez refinada, jovem e reluzente. Nosso corpo envelhece. Quanto mais a alma se refina mais o corpo se desgasta, até chegar a hora em que o diamante lapidado já não tem mais como conviver com os seus resquícios e corpo e alma se separam.

Nossa Alma linda chega ao tribunal Divino. De acordo com o julgamento do tribunal Divino três caminhos se abrem a nossa frente. O baixo paraíso situado no mundo da Yetzirá, um mundo acima do nosso, onde uma hora lá equivale a setenta anos dos maiores prazeres neste mundo. Acima dele está o alto paraíso que se encontra no mundo da Briá, dois mundos acima do nosso. Uma hora no Olam Habriá equivale a setenta anos no Olam Hayetzirá (uma hora no Olam Hayetzirá equivale a setenta anos dos maiores prazeres neste mundo, faça as contas para o Olam Habriá!!!)

Existe inferno no judaísmo?

O conceito inferno (guehinom) foi tirado do judaísmo depois pegou uma forma mitológica na cultura ocidental, sendo que na mitologia tinha o deus do bem e o deus do mal, cada um tinha o espaço eterno dele, então a ideia de mal eterno e um inferno regido pelo diabo foi mais um conceito mitológico dos inúmeros que entraram na cultura ocidental, mas o primeiro e original conceito de inferno é um lugar espiritual negativo onde uma hora lá equivale a setenta anos dos maiores sofrimentos aqui. Sendo que D’eus é a essência do bem e a natureza de quem é bom é fazer o bem, tudo que é ruim tem um prazo e se extingue ,e no fim só prevalece o bem. Esse inferno existe somente ate a chegada do Mashiach. Ele é terceirizado e controlado por anjos da impureza que também,junto com todo esse inferno, não existirão quando Mashiach chegar. Esse inferno tem limite de doze meses por pessoa, mais do que isso não podemos ficar lá e por isso falamos a reza do Kadish pelo nosso entre querido somente onze meses, porque é impossível alguém ser tão ruim para ficar todos os doze meses que tem direito a ficar no inferno.
De acordo com o julgamento do tribunal Divino poderemos Optar entre esse inferno ou nos reencarnar, nascer de novo e ter mais uma chance, e essa é a opção mais comum. Nosso patriarca Avraham foi perguntado por D’eus o que ele escolhe para os seus filhos exílio ou inferno. Ele optou por exílio,e por isso o povo de Israel se reencarnou no Egito e sofreu lá .

Como vimos, o conceito inferno em todas as suas ramificações não existirá no futuro sendo que D’eus é a essência do bem e a natureza de quem é bom é fazer o bem, só prevalece o bem. A etapa final da trajetória da alma é a ressurreição dos mortos. Nossa linda alma está em um lindo paraíso, por honestidade Divina ela não poderá ressuscitar a não ser que este mundo fique mais paraíso que o alto paraíso, e isso é o que vai acontecer, como diz o Rambam no décimo terceiro princípio da fé Judaica.

Ou seja, o lado espiritual do mundo se revela, o lado espiritual do corpo se revela e ai ressuscitados chegamos ao mais alto nível que é o objetivo da criação, a maior revelação Divina vai ser aqui ,e este mundo se tornará mais paraíso que o alto paraíso !!!!

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Pergunta de Débora de oliveira:- O que vocês chamam de TORÁ é o antigo testamento?

Certa vez uma pessoa (que não era judeu) perguntou ao grande Sábio Hilel :-Quantos tipos de TORÁ vocês tem? Dois, respondeu Hilel. Torá escrita e TORÁ oral. Ouvindo isso a pessoa declarou :- Na TORÁ escrita eu acredito mas na oral não, eu quero me converter ao judaísmo na condição de que você só me ensine a TORÁ escrita. Hilel concordou. No primeiro dia de estudos Hilel ensinou ele a ler a TORÁ escrita. Mostrou para ele a letra Alef em hebraico e explicou que isso é um Alef. Mostrou o Beit e explicou que isso é um Beit ,e o mesmo fez com as outras letras. Na outra aula Hilel mostrou para ele a letra Alef e explicou que isso é o Dalet. O aluno se espantou e disse :- Mas ontem você não me explicou assim! Você confiou no que eu te expliquei oralmente ontem? Disse Hilel, então você tem que confiar também na outra coisa que eu te disse , que também a TORÁ oral foi dada por D’us! (ou seja, sem a TORÁ oral não saberíamos nem ler e nem entender a TORÁ escrita, e isso é a prova de que elas são uma coisa só)

Quando D’eus nos deu a TORÁ elas eram duas desde o começo. Uma escrita e uma oral. Moisés ,o maior de todos os profetas escreveu a TORÁ escrita e explicou oralmente como colocar ela na prática, ou seja, de que forma cumprir o que está escrito. Em outras palavras ,o como cumprir a Mitzvá é chamado de TORÁ oral. A TORÁ escrita pelo maior dos profetas continuou sendo escrita posteriormente por menores profetas até o exílio da Babilônia que aconteceu depois da destruição do primeiro Templo de Jerusalém . Os últimos profetas viveram no exílio da babilônia, época em que o império persa dominava o mundo. Na época em que o segundo Templo foi construído e chegou a época do império grego e depois do império romano não tínhamos mais profetas, e portanto não tivemos mais TORÁ escrita do que aquela que foi escrita até o exílio da babilônia,ou seja, 24 livros. Posteriormente a TORÁ oral foi escrita incluindo a TORÁ oculta conhecida como Kabalah. A TORÁ oral continua sendo escrita a cada geração sendo que surgem novas situações que precisam ser esclarecidas, comparadas às anteriores, diagnosticadas e classificadas . As pessoas precisam de explicações com mais detalhes e etc. As explicações dos Sábios de cada geração de como cumprir a TORÁ da maneira correta naquela geração também é chamada de TORÁ oral. Em resumo, o que chamamos de TORÁ inclui TORÁ oral e escrita .A TORÁ escrita é composta de 24 livros e a oral hoje já chega à milhares de volumes que mais de 52000 já estão disponíveis no site Hebrew books

http://www.hebrewbooks.org

🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻🌻

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Pergunta de Débora de Oliveira
Por que os judeus não aceitam… Como messias.

Muitos brasileiros curiosos em saber o que é judaísmo fazem a mesma pergunta e , para o esclarecimento das diferenças entre as duas culturas trouxe uma resposta para copiar e colar quando você recebe uma pergunta desse gênero.

Boa noite Débora. Se alguém é judeu ele não é cristão. Existe uma fé em Mashiach no judaísmo. Ele tem que ser um descendente do rei David, construir o Templo de Jerusalém (Beit Hamikdash) e trazer todos os judeus para Israel. O “JC” não está nessa classificação sendo que na época dele o Beit Hamikdash foi destruído, os judeus se espalharam pelo mundo, e, mesmo se ele fosse filho do José que não sabemos quem era , se o José fosse um descendente do rei David não adiantaria nada sendo que as outras duas condições são indispensáveis. Os cristãos também concordam que ele não era filho do José. O argumento “filho de “D’us ” é até pior para os cristãos sendo que D’us não é da tribo de Judá e nem da família do rei Davi. O conceito de o”Todo Poderoso” da mitologia foi aplicado pelos gregos em Israel quando fizeram o decreto de”toda a virgem que se casar tem que dormir com o governador antes de dormir com o marido.” Ela tinha que ser virgem e casada. Se eles conseguissem fazer isso esse governador era chamado de o “Todo poderoso”. Quando os romanos fundiram o judaísmo com a mitologia pegaram esse conceito da mitologia. A Maria tinha que ser virgem e casada mas tinha que fazer o filho não com o marido mas…. com o deus. Vimos essa estória com Zeus que teve Hércules dessa maneira. No judaísmo o adultério é proibido e D’eus não faria uma coisa que ele próprio pediu para não fazemos mas pelo judaísmo D’eus é o primeiro a cumprir o que ele pede para nós fazermos. em relação à novos testamentos e noivas alianças, D’eus nos deu a TORÁ no monte Sinai na frente de milhões de pessoas que éramos o povo de Israel que saiu do Egito. Por honestidade Divina, da mesma maneira que ele Êle é o primeiro a dar o exemplo e o primeiro a cumprir o que Êle nos pediu para cumprir como vimos acima no caso do adultério, desta mesma maneira Êle que nos pediu para ser honestos, Êle é o primeiro a cumprir essa honestidade e não ser desonesto dando a Torá na frente de milhões de pessoas e depois novos testamentos para uma pessoa ou um pequeno grupo, mas sim ele teria que reunir todo o povo de Israel novamente no monte Sinai e refazer a entrega da Torá. Por isso dizem nossos sábios que a nova TORÁ que vai ter na era messiânica é a revelação de coisas que já foram dadas no monte Sinai e estão ocultas na TORÁ hoje. Nossa instituição é educacional e evito nela diálogos inter-religiosos, mas sendo que Vi que você tem uma vontade honesta e sem segundas intenções de querer saber a diferença entre o judaísmo e as seitas cristãs tenho que te esclarecer essa regra básica. Você tem que estar consciente que nunca tivemos e nem vamos ter nada a ver com o cristianismo.

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Paula GoldRabino….bom dia! Estou com uma dúvida:para Leilui Nishmat se coloca o nome da mãe ou do pai do falecido, no cazo de azhkenazi. Col Tuv, rabino!

Resposta
Se faz da mesma maneira que está escrito na Matzevá
Ashkenazim escrevem o nome do pai
Sefaradim o nome da mãe
Muitas comunidades colocam os dois nomes

🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Pergunta de Hadassah : Rabino, minha irmã mora em outro estado e lá não tem shill.Nas grandes festas ela vem para São Paulo,este ano ela não pode ficar de Rosh Hashaná até Yom kipur,por motivo de doença na família.A duvida é qual das duas festas seria mais importante estar no shill?

Diferente do que o mundo está acostumado , em Rosh Hashaná é mais importante estar na sinagoga por causa do Shofar.

Outro motivo pelo qual é melhor ela vir para Rosh Hashaná é por que deve-se começar o ano com bons sinais e ela vindo para a sua casa poderá participar das refeições festivas com os sinais que costumamos fazer (maçã com mel , Chalá com mel, cabeça de peixe , romã com os devidos Yehi Ratzon e começar o ano bem trazendo a Brachá para o ano inteiro. O jejum e as rezas de YOM KIPUR ela pode fazer na cidade dela.

🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Rosmari AvellaCarissimo Rabino Gloiber,posso fazer tehilin a noite para os soldados do IDF ?!

Resposta::
De acordo com a Cabala não devemos ler Tehilim de noite . Toda a proibição cabalística seria somente do anoitecer até a meia noite , e o motivo escreveu o grande cabalista o Ari Z”l é que a Torá escrita da qual o Tehilim faz parte está em um nível de mundo de “Assiá” que é um nível de “din” (severidade) e a noite própria também é um nível de Assiá , ambos são dinim (severidades) e não é correto despertar os dinim (severidades) mas após a meia noite essa combinação muda e se despertam as “Chassadim”(bondades) no lugar das Guevurot (severidades) vide Zohar Parashat Chayei Sarah. Pelo mesmo motivo não se fala Selichot antes da meia noite.

אין קוראים מזמורי התהילים בלילות, והיינו דווקא לפני זמן חצות הלילה, והטעם כתב האר”י, “לפי שהמקרא הוא בעשייה, והלילה עצמה הוא בחינת עשייה, והכל הוא דינין ואין ראוי לעורר הדינין”, אבל אחר חצות מותר.

💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Pergunta de Chaya Esther :Rav,queria fazer uma pergunta sobre Shabat que eu anotei. Mas não precisa ter pressa para responder. Eu estava relendo as leis de Shabat e acabei tendo mais algumas dúvidas.Não se pode tomar remédios em Shabat a não ser por motivo de doença, certo? O que é definido como doença? E se eles estiverem numa cartela eu posso tirá-los de lá ou isso seria considerado cortar?

Resposta:
Muito bonito !!!
Chaya Esther, Você está estudando muito bem!!!

A regra geral é , se a pessoa vai ficar de cama ou está com fraqueza se facilita e sim tomamos o remédio , se é um pequeno mal estar como uma dorzinha de cabeça que passa com um pequeno descanso não se toma remédio .

Vão aí as fontes de acordo com quem rigora mais , mas sempre em caso de dúvida se facilita .

ראה שמירת שבת כהלכתה (פל”ד סי”ז ובהערה עו) שנחלקו הפוסקים אם כל תרופה שנוטלים בתקופה ארוכה אם מותר לקחת בשבת, או רק באופן שיש חשש שמא יחלה מותר לקחת, ונראה שבתרופות המדוברות לחץ דם וריטלין וכד’ מותר גם לדעת הגרש”ז אויערבאך (שמחמיר בזה) לקחת אותם כיון שהם כדורים שמייצבים את המצב גם בשבת, ולא דומה לכדורי אנטיביוטיקה שדילוג על כדור אחד או שתים לא גורם נזק,

Remédios para pressão ou problemas psiquiátricos que se toma todo dia são permitidos.

Antibióticos podem ser tomados logo antes do Shabat e logo depois que não faz muita diferença

אולם ויטמינים כיון שהם לא כדרך מאכל בריאים, הגם שגם בריאים לוקחים אותם אבל כיון שניטלים כדי לחזק את מזג הבריאות, הרי זה ככל תרופות שאסרו חז”ל לקחת כשזה רק למיחוש ולא לצורך חולה וכשזה לא צורת מאכל בריאים,

Vitaminas que só nos fortalecem mas não são prescrição médica para doença é como tomar remédio para pequeno mal estar e não são liberadas.

Vitaminas para manter o peso são consideradas comida e são permitidas

, ואי”ז דומה למש”כ בשו”ת ציץ אליעזר (חי”ד סי’ נ) להתיר לקחת ויטמינים ששם מדובר באדם שרוצה להוסיף סתם ולקחת ויטמינים לשמור משקל וכד’, והוא בא כתוסף לאוכל

Em qualquer dúvida sendo que é uma “Gzerá Derabanan” se facilita

Se for possivel deixar os comprimidos que você vai usar no Shabat fora da cartela é melhor, senão pode rasgar a cartela no Shabat tomando cuidado para não rasgar as letras , sendo que você está destruindo a embalagem é permitido, diferente do papel higiênico que você rasga porque precisa dele próprio rasgado e por isso é proibido, no caso da cartela você não precisa dos pedaços dela mas sim do remédio que está dentro dela.
💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Chaya EstherPergunta:Escrever no Shabat,Na proibição de escrever, está dito que não se pode fazer contas matemáticas, mas eu posso se for sem escrever ou melhor não?

Resposta:
Pode calcular quanto tempo vai levar para ir até a Sinagoga, quanto tempo vai levar a reza e combinar com os convidados o horário calculado para o começo da refeição baseado nesses cálculos que você fez . Se você quer contar quantos pratos por na mesa, quantos garfos e colheres , quantas Chalot, quantos copinhos para distribuir o vinho do Kidush pode contar alto ou baixo, falar ou imaginar que se vierem cinco pessoas a menos você vai dar cinco pedaços de Guefilte Fish a mais para quem veio e etc sem problemas, só não faça cálculos das coisas proibidas no Shabat como as contas a pagar e o dinheiro que vai entrar. Nossos sábios não decretaram em relação à Mitzvot , então fica permitido arrecadar fundos verbalmente na sinagoga e fazer os cálculos do valor numérico das doações e quanto mais se você quiser falar sobre valores numéricos e comparações de palavras como Dvar Torá no Shabat. Tudo isso claro sem escrever porque escrever no Shabat é proibido pela Torá.

🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Chaya EstherPergunta: Está no item 38 – a proibição de terminar a manufatura de qualquer objeto e nos exemplos é citado que não pode nadar Shabat, porque?

Resposta:

האיסור לשחות שמא יבנה כלי שיט, יתקן מזרון ים וכדו’: שו”ע, או”ח שלט,ב.

Nossos Sábios proibiram nesse mesmo esquema de “Gzerá” de não nadar no mar ou no rio no Shabat porque é provável que a pessoa faça algum instrumento de nado , no nosso caso seria encher um colchão de ar ou mesmo fazer um remo ou coisa parecida, se fosse permitido para todos nadarem no mar ou no rio com certeza algumas pessoas iriam capacitar um objeto para nadar, no nosso caso vai mais para um colchão de ar . Encher esse colchão é o término da manufatura dele , ninguém vai comprar um colchão de ar para mantê-lo vazio.
Não se trata de ir para o Mikve no Shabat, somente não entrar no mar ou no rio.
בלוני “הליום” [בלונים המנופחים ע”י גז], וכן “מיטת אויר”, שהרגילות היא להשאיר את האויר בתוכם באופן קבוע,וא”כ ע”י הניפוח הזה נשלמה צורת הכלי, ומשום כך אסור לנפח בשבת בלוני הליום או מיטת אויר בפעם הראשונה.
ניפוח בלוני הליום, מיטת אויר, כדור רגל, אסור בפעם הראשונה.
ובפעם שניה מחלוקת הפוסקים

ניפוח בלוני גומי רגילים, אסור
ניפוח גלגלי ים [המצויים בשביל ילדים] וכדו’, מותר.

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
A alegria pode ser comparada a uma teshuva, ou é só um estado emocional?

רבי נחמן אומר

Rabi Nachman de Breslev

Lembre-se sempre que a alegria não é uma coisa supérflua na vida, ela é uma necessidade básica .

Não existe nada que nos liberta mais do que a alegria, ela liberta o seu cérebro e faz pairar sobre você a tranquilidade .

Perder a esperança é como perder a liberdade, é se perder a si próprio.

Encontrar a alegria verdadeira é a mais importante das metas.

Se o único jeito de você se alegrar é fazendo palhaçadas que não prejudicam as pessoas, faça isso.

Tristeza causa prejuízos imensuráveis, use todos os meios que você pode para se tornar alegre.

Hoje você se sente ótimo , não deixe as lembranças do passado e as preocupações do futuro baixar o seu ânimo.

Se mesmo você querendo ficar alegre você se sente triste, lembre-se dos bons momentos que você já teve e a alegria voltará .

Se você não se sente alegre faça de conta que está alegre, faça um sorriso artificial, comporte-se como se você estivesse alegre e a alegria verdadeira virá em decorrência disso.

Acostume-se a cantar, isso vai te dar uma vida nova e encher você de alegria.

Acostume-se a dançar, a dança vai tirar a sua tristeza e espantar os seus sofrimentos.

Sorria sempre, você vai ter nas mãos um presente “vida” para dar para os outros.

De vez enquando as pessoas estão em um grande desespero e não tem para quem contar os seus problemas, se você aparece com um sorriso reluzindo no seu rosto você as motiva e dá para elas uma vida nova.

É tão importante estar alegre a ponto de você ter que se obrigar a estar alegre nem que seja de uma maneira artificial.

É normal ver o esquecimento como um defeito , mas eu vejo ele como uma virtude. Saber esquecer quer dizer se livrar de todos os sofrimentos do passado.

Nunca , mas nunca se desanime ! É proibido abrir mão da esperança.

Se você acredita que pode ficar pior, acredite que pode ficar melhor !!!

Lembranças para todos

Do seu amigo que está sempre na sua torcida

Rabino Gloiber e equipe ONG Torá

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

[ONG TORÁ] Pergunte ao Rabino
Resposta para a pergunta de Shabat

Não se deve acender luz e ligar eletrônicos durante o shabat. Pergunta: Na noite do shabat a casa ficará no escuro somente com a luz das velas do shabat?

Re:

Sendo que está escrito que o Shabat tem que ser um prazer, nossos Sábios decretaram a obrigação de deixar a comida pronta e quente e acender as velas de Shabat antes do por do sol da sexta feira sendo que está escrito explicitamente para não acender fogo durante o Shabat . A eletricidade foi classificada como fonte de fogo e por isso acendemos tudo o que precisa estar aceso no Shabat antes de acender as velas (não podemos apagar essas coisas durante o Shabat a não ser em caso de perigo de vida) . Ou seja, a luz da sala cozinha e banheiro e a chapa de Shabat que chamamos de plata devem ser acesas antes do Shabat. A plata é uma placa de alumínio que pode ser encomendada de acordo com a medida do seu fogão , você deve pedir para fazer uma dobradinha de um centímetro nas extremidades para ela não ficar cortante e deve ser dobrada uns 8 centímetros na frente para cobrir os botões do fogão. A plata pode ser encomendada em qualquer fabriquinha de calhas (peça um material grosso para não entortar com o fogo nas 25 horas que vai estar encima do fogo baixo) . Então acenda um fogo baixo , coloque a plata encima dele e as panelas com a comida pronta encima da plata. A quantidade de água dentro da panela deve ser planejada de acordo com o número de horas que ela vai ficar encima da plata. Uma janela deve estar um pouquinho aberta para entrar ar e todos os cuidados devem ser tomados para que o fogo não se apague sozinho no meio do Shabat e não haja vazamento de gás (não deixe panos ou plásticos perto dela para não pegar fogo). Centenas de milhares de judeus religiosos fazem assim no mundo inteiro e com o tempo você pega experiência. Se o seu gás é de botijão você pode comprar uma balança de banheiro e colocá-la fixamente enbaixo do botijão para calcular quando ele vai acabar para trocar o botijão antes do Shabat.

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹

Shalom
Que essa mensagem te encontre com paz e boa saúde.
Pergunta: Na minha leitura do Tânia, tenho uma dúvida sobre a alma do beinoni… O Tsadik, é certo, terá a ressurreição do corpo… e o beinoni ja que tem níveis de beinoni, qual deles terá a ressurreição?
Toda Rabah Rav.
Neia

Bom dia Tzadeket!
Desculpa a correria!

Quem tem uma alma Divina e portanto se quiser consegue chegar ao nível de pelo menos beinoni vai ressuscitar com alma Divina , alma animal e corpo mesmo sem chegar ao nível de beinoni ou Tzadik , sendo que a alma animal e o corpo são um incremento para a alma Divina (por que vai se revelar o lado espiritual elevado que são as letras Divinas que fazem o corpo existir e o “olam hatohu” que é a fonte da alma animal). Em cada reencarnação refinamos uma “parte” da nossa alma e é ela que vai ressuscitar com nosso corpo atual, na próxima reencarnação nossa alma recebe um novo corpo, quando ressussitamos todos seremos vários aspectos da nossa linda alma em vários lindos corpos, comparados ao sol que Ilumina muitas pessoas em muitos lugares ao mesmo tempo assim é a nossa alma Divina que é parte de Hashem que está em todos os lugares ao mesmo tempo , por isso ela pode estar em vários corpos ao mesmo tempo.

Essa é a nossa categoria, sua , minha e de todos os judeus.

Quando a alma deixa esse mundo ela vai para um baixo paraíso aonde uma hora lá são como setenta anos dos maiores prazeres aqui neste mundo.

De lá ela sobe para um alto paraíso aonde uma hora lá são como setenta anos no baixo paraíso.

Para ela concordar em ressuscitar neste mundo a honestidade Divina determina que o mundo da ressurreição vai ser mais alto paraíso do que o próprio alto paraíso atual.

Por isso se revelam nele os lados espirituais que estão por trás de cada coisa material, o mundo como ele é hoje já não vai mais existir, adeus sofrimentos, adeus limitações!!

Rabino Gloiber
Your Personal Rabbi🌹

Uauuuu

Que maravilha…

Obrigada pela resposta Rav.

B”H.

💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮

Prezado Rav , Se no Éden não existia yetser Hará, como foi que Eva se deixou agir de modo diferente ao qual D -us os orientou??? Se não existia, então isso se constitui ou não a uma “desobediência”?! Toda Rabah Rav.Que essa mensagem te encontre com muita saúde e paz!
Néia

Resposta:
Quando nosso patriarca Yaakov Avinu fugiu de Beer Sheva para Haran , no meio do caminho quando se deitou teve uma visão profética. Ele viu uma escada da terra aos céus e anjos subindo e descendo por ela. A linguagem do versículo é: primeiro subindo e depois descendo. E a pergunta é: O que esses anjos estavam fazendo na terra se o lugar deles é no céu ? O Midrash Rabá nos conta que eles eram dois dos três anjos que vieram visitar nosso patriarca Avraham Avinu e depois dois foram para Sdom. Diz o Midrash que por motivo de terem feito o contrário da vontade Divina revelando o segredo da destruição de Sodoma. Por terem dito:- “Nós vamos destruir a cidade”(não D’us), levaram uma “suspensão” , um “castigo” foram proibidos de voltar aos céus por 138 anos. Eles só foram autorizados a subir de volta quando Yaakov viu aquela escada. Pergunta o Rebe, como pode ser que um Anjo bom que não tem livre arbítrio pode fazer o contrário da vontade Divina? A resposta é simples , eles não sabiam que isso era o contrário da vontade Divina ! Eles fizeram contra a vontade Divina achando que isso era a vontade Divina. Qualquer criatura, mesmo um Anjo ou uma criatura mais elevada é impossível que seja totalmente perfeito , como diz a conhecida explicação de Rashi no Midrash Rabá sobre o versículo “Asher Bará Elokim Láassot”. Rashi traduz a palavra “Laassot” como consertar. Ou seja, tudo o que D’us fez ainda precisa de um consertozinho, e se ainda é preciso fazer alguma coisa em tudo o que D’us fez quer dizer que nada é perfeito. Portanto , tudo o que D’us fez é passível de erro , e será que existe alguma coisa que D’us não fez? Um exemplo disso é o primeiro homem. Mesmo tendo sido diretamente criado por Hashem (e não cópia de cópia como nós) e o tempo em que ele foi criado era antes de comer a fruta proibida e receber o “yetzer hará” (má inclinação) , mesmo assim tropeçou e caiu no caso “escândalo da fruta proibida”. Com certeza tinha uma justificativa, como ele próprio disse :- “a mulher que você me deu….”. Ou seja, o primeiro homem que não tinha Yetzer Hará achou que Hashem iria ficar feliz de ele ter obedecido à Chavá que era a “Mãe de todas as criaturas” , Chavá imaginou que se ela comesse a fruta e ficasse como Hashem seria um orgulho para o Criador e erraram porque Hashem queria que eles ficassem como Hashem em “Kedoshim Tihiu” , em coisas boas , não em vivenciar a “coisa ruim”. Fizeram um erro de avaliação sem ter feito ainda o primeiro pecado e ter recebido uma má inclinação . Ou seja, ninguém é perfeito, todos nós somos passíveis de erros de avaliação. Um Anjo do nível de Gavriel faz um erro de avaliação , um ser humano criado pelo próprio D’us sem Yetzer hará faz um erro de avaliação , o que dizer sobre nós , geração descartável , será que existe entre nós alguém que D’us não criou e portanto é perfeito ? Mais provável que alguém se ache perfeito , ou se achava até ler o Rashi do Midrash Rabá ! A nós só resta não cobrar perfeição do nosso próximo , não cobrar dele o que D’us não criou e julgar ao nosso próximo com bons olhos porque da mesma maneira que julgamos o nosso próximo assim somos julgados lá em cima.

Sobre o “castigo” de Adão e Eva , uma pessoa que cai em um abismo vai para o hospital, tanto se ele sabia que lá tinha um abismo quanto se ele caiu por engano, quanto mais o primeiro homem. O próprio D’us disse para ele que se ele fizesse aquele ato material (comer a fruta proibida) ele morreria. Se alguém bebeu um veneno por erro de avaliação ele não morre? O que acontece nesses 5777 anos é o tratamento de uma grande pessoa que caiu no abismo e se quebrou inteiro, cada um de nós é uma parte dele e o nosso trabalho é consertá-la por meio do estudo da Torá e do cumprimento das Mitzvót.

Boa Tarde Rav,

Que resposta fantástica!!! muito obrigada.

💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮

29) Na Torá na porção de Balac na passagem que a jumenta fala a Balaão, quando esse a repreende… que ela está com ele (desde de quando ele existe); ela se referia a literalmente que estavam juntos desde de que ele nasceu?! Ou tem outra mensagem por trás dessa fala da jumenta? Rabah Rav.Shavua Tov.

Resposta: A Guemará (Talmud ) em “Avodá Zará” (Tratado Talmudico chamado Avodá Zará) nos conta que a letra “vav’ que aparece na palavra Aton (jumenta) quando a jumenta responde para Bilam seria desnecessária e não aparece por necessidade gramática mas sim como “remez” (indicação), nos indicando as coisas que a jumenta falou para Bilam e o que ele argumentou , que consiste no valor numérico da letra”Vav’” que é seis.

Quando os ministros de Moav viram que Bilam veio de jumenta perguntaram para Bilam por que ele não veio de cavalo . Ele respondeu que o cavalo estava no pasto. Nessa hora a jumenta abriu a boca e disse :

1) :- Eu sou a sua jumenta (ou seja, não tem cavalo nenhum) .

2) :-Somente para Cargas ! respondeu Bilam

3):- Você montou em mim, disse a jumenta.

4) :- Só por acaso , respondeu Bilam

5):- Desde o começo até hoje, respondeu a jumenta (ou seja, nunca teve cavalo)

6):- Eu te carrego de dia e tenho relações com você de noite , disse a jumenta.

Daqui vemos o tipo de pessoa que era Bilam

A linguagem relativa ao Anjo é Anjo de Elokim, referência à sefirá do lado esquerdo, a Guevurá representanda pelo Anjo Gavriel que era o Anjo que se revelou nesse caso. O fato de aparecer a palavra satan no texto em hebraico não se refere ao lado impuro que é o Anjo da morte chamado de satan mas se refere à atitude do Anjo Gavriel que sendo um Anjo do lado puro veio “desviar” Bilam de fazer a coisa ruim, a palavra satan em hebraico quer dizer desviador e de vez enquando é aplicada no bom sentido como nesse caso que o as Anjo vem desviar a pessoa ruim para o lado bom.

💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮💮

30)Hoje minha pergunta é a respeito da Alma!

Pergunta: Todas as almas têm, terão tratamentos iguais após a morte do corpo, já que o Tânia nos ensina claramente a respeito das diferenças da Alma de um Judeu e um não Judeu?

Resposta: Existem categorias diferentes de almas e dentro de cada categoria existem inúmeros níveis. Vemos a diferença entre uma categoria e outra de acordo com o que é cobrado de cada uma delas. De um judeu são cobrados 613 mandamentos e de um não judeu são cobrados somente 7. Os tipos de mandamentos também são diferentes. De um judeu é cobrado “amar ao próximo como a si mesmo” , fazer o bem. De de um não judeu é cobrado não matar, não roubar, etc, não fazer o mal . Um exemplo disso foi a história que aconteceu com o grande Tzadik Hilel Hazaken . Uma pessoa que não era judeu disse para Hilel :- Quero me converter ao judaísmo com a condição de que você me ensine toda a Torá enquanto eu consigo ficar sobre um pé só. Hilel viu que ele tinha uma intenção verdadeira mas muito medo de não conseguir estudar toda a Torá. Hilel pediu à ele que ficasse sobre um pé só e lhe disse:- o que você não quer que te façam não faça para os outros, isso é toda a Torá, o resto é explicação, agora vá estudar a explicação.
Pergunta o Rebe: Porque Hilel não disse à ele “Ame seu próximo como a si mesmo”?

Responde o Rebe: sendo que essa pessoa ainda não tinha se convertido ao judaísmo Hilel só poderia cobrar dele a categoria de mandamentos “não faça o mal” mas ainda não podia cobrar dele a categoria de mandamentos “faça o bem”.

Genericamente temos duas categorias de Almas :

Alma Divina e a Alma animal

A Alma Divina como seu próprio nome indica é uma pequena Revelação Divina, vamos chamar ela carinhosamente de “Uma parte de D’us” . Ela tem cinco níveis básicos e inúmeros níveis particulares que variam de pessoa para pessoa. Essas Almas Divinas são as Almas do povo de Israel e por isso são cobrados de nós 613 Mandamentos Divinos. Por essa Alma ser de nível espiritual elevado até a pessoa mais simples e analfabeto sendo judeu são cobrados dele 613 mandamentos. Ele é julgado lá encima de acordo com esses 613 mandamentos mas levando em conta sua situação, (nível intelectual, educação que recebeu, etc).

Um exemplo disso é o antigo pais chamado de Reino de Israel , o país das dez tribos que se espalhou na época do primeiro Beit Hamikdash , dez tribos perdidas que podem ser qualquer pessoa nesse mundo . É cobrado dessa pessoa cumprir 613 mandamentos mas é levado em conta sua situação que ele nem sabe que é judeu.

Passamos por cruzadas e inquisição que fizeram essa mistura aumentar. Todas essas pessoas continuam sendo Almas Divinas , é cobrado delas 613 Mandamentos mas é levado em conta que eles não tem como cumprir. O índice de conversões ortodoxas ao judaísmo é maior em países onde essa mistura é mais recente indicando o despertar dessas Almas Divinas perdidas por aí.

Outra expressão de Alma Divina prevista pela Torá é uma pessoa que não descende de judeus e desperta para o judaísmo como no caso de Ruth que era a bisavó do rei David. A linguagem da Torá é: “e quanto morar com vocês um guer” nos indicando que esse caso é mais raro.

Uma alma Divina pode estar no corpo de um animal por determinação do tribunal Divino para a retificação dela como diz o Ari Zal em relação aos carneirinhos e cabritinhos de Itzhak e Yaakov. O Ari Zal também cita o Shochet que vendia trefot , que se reencarna como cachorro (nesse caso não adianta conversão)

O Tribunal Divino

O mundo é julgado por D’us em Rosh Hashaná levando em conta o julgamento do tribunal Divino formado por Anjos e Almas de Tzadikim

Esse julgamento é personalizado e até uma folhinha que cai de uma árvore, quantas voltas ela vai dar e se é por meio do vento ou de qualquer outra forma é determinado pela Divina providência.

Exemplo: Também terão os mesmos tribunais?

Resposta: sim, mas os parâmetros do julgamento são diferentes

Outra dúvida sobre a reencarnação é igual para as nações?

Reencarnação é característica da Alma Divina

Sobre a descida da Alma? Como trazer uma Alma pura nesta geração?

Resposta: vocês já são as Almas puras dessa geração

A história do Mestre do Bom Nome Baal Shem Tov, fico imaginando como podemos alcançar um mérito para tal nessa época?

Resposta:

O Rebe é o Baal Shem Tov da nossa geração e vocês e nós somos os alunos do Baal Shem Tov da nossa geração

A nossa própria Alma podemos retificá-la a tal ponto que consigamos um nível de Santidade gigante? Ou são essas Almas predestinadas????

Resposta: vocês já são Almas gigantes

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹

Muito Obrigada.Que essa mensagem te encontre a ti e os teus com muita paz e saúde.. HaShem Proteja, ilumine e guarde a todos da família judaica.

Obrigada Rav Fantástica explicação!!!! Obrigada Rav por arrumar tempo para nos responder

B”H , pela vida de vocês. Estamos muito felizes com os estudos e a parte do seu tempo precioso dedicado a nos responder, isso não tem PREÇO!!!!

Tem muito VALOR!!!!

HONRA IMENSA PARA NÓS TERMOS UM RABINO TÃO AMÁVEL!!!

um abraço nosso a toda família judaica.

Guit Shabbes!!!!

Um comentário sobre “Pergunte ao Rabino

  1. Muitas perguntas interessantes e muitas respostas edificantes querido Rabino Gloiber! A questão da leitura dos Tehilim após a meia noite foi colocada no grupo do Bnei Noach Brasil onde tinham muitas dúvidas sobre o assunto. Muito Obrigada!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s